contato@mb7.eng.br (44) 3222-8622
Comment are off

Lajes Corporativas: atuais e práticas

banner-blog

O mercado de imóveis comerciais e corporativos evoluiu significativamente, nota-se como soluções arquitetônicas e sustentáveis aplicadas adequadamente às necessidades das empresas podem oferecer aos seus funcionários  ambientes de trabalho propícios ao aumento da produtividade.

Há, no entanto, uma diferença entre o que é imóvel comercial e corporativo: o primeiro é destinado a pequenos locatários (médicos, advogados, dentistas etc.), o segundo, a grandes empresas. “Cerca de 90% das imobiliárias trabalham com edifícios comerciais”, disse Guilherme Ribeiro, consultor imobiliário que palestrou em um evento do PQE. Ainda segundo ele, a gestão de locação de lajes corporativas costuma ficar a cargo de empresas especializadas, geralmente, estrangeiras.

Entender as peculiaridades dos inquilinos de cada tipo de empreendimento é, para administradores e imobiliárias, o caminho para oferecer soluções sob medida.

Quem busca por conjuntos comerciais pequenos quer flexibilidade de prazo no contrato de locação, em geral, são profissionais autônomos ou empresas startups e o endereço não é tão relevante.

Já para clientes de prédios corporativos, a localização, por ser sinônimo de status é preponderante. Além disso, também influenciam a recepção do edifício, a possibilidade de uso da área comum ao gosto do locatário, janelas que privilegiam a vista, layouts que permitam realizar mudanças rápidas, certificações sustentáveis e a quantidade de elevadores.

Na avaliação do palestrante, “influencia, também, as facilidades que o prédio oferece”. Como exemplo, ele lista a possibilidade de haver recepção específica para serviços, sala de auditório disponíveis para locação e serviços de café e limpeza.

O Avenida Business Center é um empreendimento que se apresenta como moderno e prático de acordo com as necessidades atuais dessas médias e grandes corporações. Agende uma visita com a MB7 Engenharia e conheça o que podemos oferecer para a sua empresa.

 

Fontes: http://www.secovi.com.br/noticias

About the Author